Forro em espuma ou gel? Descubra a melhor opção para sua bermuda de ciclismo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no reddit
Compartilhar no twitter
Forro em espuma ou gel? Descubra a melhor opção para sua bermuda de ciclismo

Quando se pensa em pedalar, a primeira e mais importante peça que você deve adquirir, sem dúvidas, é a bermuda de ciclismo. Ela tem por objetivo proporcionar conforto, absorver impactos, prevenir assaduras, melhorar a performance, entre outros atributos. Mas pesar de sua importância é muito comum na hora da compra surgir aquela dúvida, qual a melhor opção: bermuda com forro em espuma ou forro em gel?

Para te auxiliar na escolha, vamos explicar as diferenças entre esses dois tipos de forro e o que cada um deles pode lhe oferecer, além dos tipos de tecnologias que podem ser aplicadas em cada tipo de material.

Forro em gel

Gel Viscoso

O forro em gel viscoso geralmente tem uma durabilidade baixa e, ao ser pressionado, ele se acomoda bem aos ísquios dando um maior conforto ao ciclista. No entanto, conforme o movimento no selim acontece, o gel acaba se espalhando para as laterais, perdendo sua funcionalidade durante o pedal e,  muitas vezes, forçando as costuras e quebrando.

Gel elástico

O forro em gel elástico por sua vez, não possui esse problema de quebrar, porém para ser tornar confortável deve ser feito com várias camadas, o que pode deixar o forro muito pesado, impossibilitando ser tratável.

Forro em espuma

Com o passar dos anos as tecnologias para as roupas de ciclismo foram evoluindo e, atualmente, muitos fabricantes já não usam mais os materiais em gel. Por isso, o que podemos observar são diferentes tipos de espumas sendo utilizados na fabricação dos forros das bermudas, shorts, calças e bretelles de ciclismo.

Gel x Espuma

Comparando os dois tipos de forros, em espuma e em gel, podemos observar que:

  • O forro em espuma em pedais longos é mais eficiente, uma vez que ele não desloca para as laterais como ocorre no caso do forro em gel;
  • A durabilidade do forro em espuma é maior comparado ao forro em gel
  • No forro em espuma é possível aplicar diferentes densidades em um mesmo forro, para absorver os pontos de maior impacto do corpo do ciclista com o selim, no forro em gel não é possível. Além disso, existem diferentes densidades tanto no forro em espuma como no forro em gel.

Ficou com alguma dúvida? Confira, a seguir, um vídeo explicativo e entenda melhor as diferenças de forro!

Agora que você já aprendeu um pouco mais sobre os tipos de forro, faça a sua melhor escolha e bons pedais!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no reddit
Compartilhar no twitter
Suely Oliveira

Suely Oliveira

Meu nome é Suely de Oliveira, sou profissional de Educação Física, com pós-graduação em Personal Training e graduanda do curso de Fisioterapia. Pratico o ciclismo há 8 anos.

Um comentário

  1. Leandro Silva

    Assunto muito interessante!! Eu particularmente sou adepto ao forro de espuma, uma maior durabilidade e conforto!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pedalemos | Todos os direitos reservaods © 2021 Comunicas. 

Your compare list

Compare
REMOVE ALL
COMPARE
0