10 dicas para pedalar na chuva com segurança

10 dicas para pedalar na chuva com segurança

Guta Valente

É possível pedalar na chuva? Sim, é possível! Essa é a primeira resposta para já tranquilizar quem fica apreensivo quando o tempo nublado dá as caras antes da pedalada e faz com que até mesmo alguns ciclistas desistam de pegar a bike da garagem!

No entanto, é preciso pontuar que é necessário tomar alguns cuidados e seguir algumas dicas para conseguir pedalar em dias molhados, sem correr qualquer risco de se machucar ou até mesmo de estragar o equipamento.

Por isso, o PEDALEMOS reuniu alguns conselhos sobre como andar de bicicleta na chuva com segurança, encarando o mal tempo e sem usar a chuva como desculpa para deixar a magrela de lado!

Dicas básicas de como pedalar na chuva sem perigo

Previsão do tempo

Antes de sair por aí sem rumo, é necessário conferir primeiro a previsão do tempo. Para isso, o PEDALEMOS criou um canal especial para o ciclista ficar por dentro do clima de sua respectiva cidade, trazendo informações focadas para quem pedala. É só clicar aqui: Previsão do Tempo

Análise de terreno

Avalie o local onde irá rolar a pedalada. É importante ter atenção a alguns tipos de sedimentos. Terrenos de cascalho ou “areião” são boas opções para dias de chuva, enquanto os locais mais barrentos podem ser mais arriscados, trazendo problemas para a bike, que pode ficar encalhada no barro!

Evite áreas alagadas

O ditado diz que quem está na chuva é para se molhar, não é mesmo? Mas nem por isso precisamos avacalhar! Q Para pedalar com segurança na chuva, atente-se ao percurso e fuja de áreas alagadas, como grandes poças d’água. Prefira andar pelas extremidades e escolha áreas com sedimentos mais compactos. Além de correr o risco de se contaminar, há o risco de quedas.

Roupas e Acessórios

  • Capa de chuva

Item básico para pedalar na chuva é a capa de chuva, para evitar que o ciclista se molhe muito e ainda protege um pouco do frio e vento.

  • Roupas com tecnologia de secagem rápida

Além da boa e velha capa de chuva, há também a opção do ciclista se equipar com roupas apropriadas para dias molhados. No mercado há infinitas opções de peças com tecnologia de secagem rápida. Para se preservar, um bom conselho ainda é levar uma muda de roupa ensacada na mochila para que, assim que acabar o pedal, seja feita a troca da roupa molhada por uma roupa seca.

  • Luvas

Usar luvas para deixar as mãos menos escorregadias é uma boa alternativa para ganhar mais aderência ao guidão molhado, além delas protegerem em uma eventual queda. Há modelos diferentes de luvas para dias de calor ou frio, portanto, fique atento a escolha ideal.

  • Óculos

Proteja os olhos da água da chuva com os óculos. Caso não esteja com o acessório, use o capacete de uma forma pela qual sua cabeça se incline para a parte frontal, protegendo assim os olhos.

  • Overshoes e sacos plásticos

O ideal é sempre manter os pés secos e, para isso, há a opção de um acessório chamado de overshoes, uma espécie de bota com uma cobertura impermeável para cobrir o calçado e manter os pés longe da água. O acessório, no entanto, é importado e difícil de se encontrar à venda no Brasil. Por isso, os sacos plásticos são a alternativa barata aos ciclistas que não querem molhar o tênis. Ah, eles também podem ser usados para proteger seus itens pessoais antes de colocá-los soltos na mochila

Hidrate-se

A hidratação não é importante apenas em dias comuns. Usando a capa de chuva, é possível que a transpiração aumente, assim como acontece em dias mais quentes, e, por isso, a importância de se manter hidratado durante todo o pedal.

Cuidados com o equipamento

Na chuva, o mais indicado é não trocar as marchas, pois a ação lubrificante da transmissão da bike fica comprometida. Há ainda outros fatores de atenção com o equipamento ao pedalar na chuva, como a inserção de Para Barros e a escolha do melhor sistema de freio.

Manutenção

É preciso tomar alguns cuidados com o equipamento após a atividade. Limpar a bicicleta logo que chega em casa é primordial para preservá-la. Aconselha-se ainda a levá-la para uma revisão depois de uma pedalada mais intensa na chuva, uma vez que o resquício de barro e outros sedimentos podem danificar a bike.

Para acompanhar o desgaste natural de cada componente da bike e ficar atento à manutenção preventiva dela é possível se cadastrar no Pedallo, o aplicativo do ciclista que cuida da saúde da bicicleta, avisando o momento certo de realizar a manutenção do equipamento. Baixe grátis!

Abaixo, confira um bate-papo entre Suely Oliveira e Giba, do canal Vida na Bike, e veja, em detalhes, as dicas de como encarar um pedal na chuva:

Agora é só se preparar e partir para o pedal mesmo com chuva. Preparados?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bike Análise

Norco
MTB
Alumínio
Kross
Speed
Alumínio
Fuji
Hurbana
Alumínio
Pyga
MTB
Carbono
Cannondale
Speed
Carbono
Intense
MTB
Carbono
Canyon
Speed
Carbono
Specialized
Hurbana
Alumínio