Shimano celebra números recordes em 2021, além dos 100 anos de existência

Shimano celebra números recordes em 2021, além dos 100 anos de existência

Guta Valente

O ano de 2021 não foi histórico para Shimano apenas pelo fato de a empresa ter completado 100 anos de existência. A gigante japonesa bateu recordes em seus números de faturamentos e vendas, impulsionado principalmente por seus negócios na indústria de bicicletas.

Segundo relatório divulgado pela empresa através da imprensa internacional, apesar de 2021 ter sido desafiador para atender toda a demanda global por componentes, as vendas da divisão de bicicletas cresceram 49% em relação a 2020, alcançando 443,7 bilhões de ienes, cerca de 20,4 bilhões de reais. Já o lucro operacional cresceu 82,7% no período, somando 125,2 bilhões de ienes, aproximadamente 5,75 bilhões de reais.

shimano

Em toda a empresa, as vendas da Shimano no ano passado aumentaram 44,6% em relação a 2020, enquanto o lucro operacional aumentou 79,3%. As vendas relacionadas a bicicletas de 2021 aumentaram 41% em relação a 2015, seu ano recorde anterior, por exemplo.

As vendas da Shimano na divisão das bicicletas:
(em bilhões de ienes)

2021: 443.3
2020: 297.8
2019: 290.0
2017: 270.2
2016: 259.5
2015: 314.0
2014: 274.0
2013: 217.3
2012: 198.2
2011: 177.3
2010: 169.4
2009: 144.7
2008: 185.9
2007: 157.8

O bom desempenho de 2021 aconteceu, principalmente, no primeiro semestre do ano, quando houve uma corrida para recuperar os atrasos de 2020 em decorrência da pandemia e do fechamento de fábricas da empresa na Ásia.

“A demanda por bicicletas de médio a alto padrão permaneceu em níveis elevados devido ao boom global do ciclismo, desencadeado pela disseminação da Covid-19, mas alguns mercados começaram a se acalmar no segundo semestre do ano fiscal de 2021, disse a empresa em seu comunicado no relatório anual divulgado ao mercado e imprensa.

Ela ainda citou como cada mercado se comportou durante o ano:

“No mercado europeu, a alta demanda por bicicletas e produtos relacionados à bicicletas continuou, apoiada por políticas governamentais para promover o uso de bicicletas em resposta à crescente conscientização ambiental. No mercado norte-americano, enquanto a demanda por bicicletas continuava alta, os estoques do mercado, centrados em bicicletas de entrada, começaram a se aproximar de níveis adequados. Nos mercados asiáticos e da América do Sul e Central, o boom do ciclismo mostrou sinais de esfriamento no segundo semestre do ano fiscal de 2021, e os estoques do mercado de bicicletas básicas atingiram níveis apropriados”, explicou.

A Shimano ainda prevê um aumento de 6,1% nas vendas no ano de 2022, com vendas em toda a empresa, atingindo 580 bilhões de ienes e lucro operacional de 161 bilhões de ienes.

“Existe a preocupação de que a economia global seja sobrecarregada pela disseminação de novas variantes altamente infecciosas e que a escassez de semicondutores e componentes eletrônicos, o aumento dos preços das matérias-primas, logística apertada, escassez de mão de obra e outros problemas possam aumentar ainda mais, piorar. No entanto, espera-se que o interesse em atividades de lazer ao ar livre que possam evitar aglomerações de pessoas continue”, finalizou a Shimano.

Fonte: Bicycle Retailer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bike Análise

Norco
MTB
Alumínio
Kross
Speed
Alumínio
Fuji
Hurbana
Alumínio
Pyga
MTB
Carbono
Cannondale
Speed
Carbono
Intense
MTB
Carbono
Canyon
Speed
Carbono
Specialized
Hurbana
Alumínio