fbpx

Alimentação para ciclistas: energia e nutrientes para o desempenho

Sumário

Alimentação para ciclistas: energia e nutrientes para o desempenho

Se você está querendo dar um gás no seu pedal, a alimentação é o seu novo melhor amigo. Como diz o ditado, você é o que você come – e no ciclismo, isso não poderia ser mais verdade. Vamos pedalar por algumas dicas que vão turbinar sua performance e fazer com que você sinta que tem um motorzinho nas pernas.

Alimentação para ciclistas é um ponto de extrema importância

Para transformar nossos músculos em verdadeiras máquinas de pedalar, vamos mergulhar no mundo dos carboidratos, proteínas e a arte de se hidratar corretamente. Essas pequenas regras básicas vão mudar o jeito que você encara a alimentação.


Continua depois da publicidade


A importância dos carboidratos

Carboidratos são os reis da energia, então vamos coroar esses nobres macronutrientes como essenciais para não ficarmos pelo caminho. Se você vai come-los 30 minutinhos antes de pedalar, escolha aqueles que liberam energia mais devagar. Dá uma chance para frutas com cereais, pão integral, uma tapioca com chia ou uma batata-doce bem gostosa.

Em rolês de mais de uma hora, leve carboidratos para comer enquanto estiver na estrada e fuja da fadiga. Aqui a pedida são alimentos de fácil e rápida liberação de energia – pense em tapioca, pão branquinho, frutas secas ou até mesmo aquele suco integral de frutas. E não esqueça dos suplementos de carboidratos se estiver planejando uma maratona de pedal.

Finalizando o exercício, carboidratos entram em cena novamente para recarregar as baterias. A quantidade que você precisa vai variar, então é como aquele ajuste fino na bicicleta – cada ciclista tem suas particularidades.

A importância da proteína

Construir músculos é como construir uma bike: precisa das peças certas. As proteínas são como os componentes que mantêm seu corpo rodando liso. Consuma proteínas antes e depois de pedalar para manter e aumentar sua massa muscular. Suas melhores amigas aqui são carnes, ovos, leites e derivados, e para os que curtem um shake, o Whey Protein é uma boa opção. Só não esqueça que como em um bom treino, a frequência e quantidade precisam estar alinhadas com seu peso e objetivos.

Hidratação é fundamental

Água é tão essencial quanto óleo na corrente da bike. Ela é quem ajuda a transformar aquela comidinha boa em energia pedalável. Então, gente, a ideia é simples: beba água antes, durante e depois do pedal. Manter-se hidratado faz com que você pedale mais e melhor. Afinal, ninguém quer ser aquele ciclista “seco” na estrada, certo?

Ana Paula Lopes – CRN 37855

Para te guiar nessa trilha da alimentação, temos a nutricionista Ana Paula Lopes, que além de ser formada pelo Centro Universitário São Camilo e ter uma pós em Nutrição Esportiva pela USP, tem experiência em deixar ciclistas com mais energia que bateria de longa duração. Para mais dicas, acesse www.nutrianapaulalopes.com.br e aumente seu RPM (Refeições por Minuto)!


Continua depois da publicidade


Perguntas frequentes

A alimentação de ciclistas é crucial para garantir o equilíbrio certo entre hidratação e energia, o que pode significar a diferença entre o sucesso e o fracasso no treinamento e competição.
Focar em alimentos ricos em carboidratos, garantir uma hidratação adequada e incluir suplementos específicos para suprir as necessidades vitamínicas e de minerais são medidas essenciais para otimizar a nutrição dos ciclistas.
Qual são os benefícios da nutrição otimizada para ciclistas?
Uma alimentação inadequada pode levar a fadiga precoce, perda de massa muscular, desidratação e até mesmo lesões devido à falta de nutrientes adequados, afetando negativamente o desempenho dos ciclistas.

Conteúdo exclusivo

Garanta sua inscrição gratuita na comunidade PedalemosVIP e acesse conteúdos exclusivos por tempo limitado. 

Aproveite agora essa oportunidade única!